ADELOYÁ OJÚ BARÁ

Adeloy%C3%A1_Magnoni_edited.jpg

livro                  
Ventania pra Oyá

www.editoraaruanda

Sou foto-ativista, uso o meu trabalho fotográfico sob um olhar antropológico de forma a dar voz e visibilidade às diversidades sexuais, de gênero, afro-religiosas, sociais e étnicas. Acredito na fotografia como um portal que alcança e toca a todos independente do idioma, e a utilizo dentro do ativismo como elemento sensibilizador e mobilizador de empatia através da arte.  

 

A fotografia me levou ao Candomblé e hoje tenho a honra de pertencer ao Òrìsà! Há sete anos venho aprimorando e desenvolvendo a técnica e a sensibilidade de fotografar as festas públicas nos terreiros sem o uso de flash, tendo como resultado um trabalho que normalmente impressiona pela simplicidade e sensibilidade, fruto do imenso amor que tenho pelos Òrìsàs, Caboclos e Entidades. Um trabalho delicado, cheio de comprometimento com o sagrado, desenvolvido com seriedade, ética, respeito e pontualidade. Junto à fotografia afro-diaspórica,  enfatizo  a  importância  e  a  beleza  da  ancestralidade nos  ritos

afro-brasileiros.

Exposições Nacionais                  
 

2013 - Exposição do projeto autoral

"Manancial Sagrado"

2014 - Exposição "No Mar de Yemonjá"

2015 -  Exposição "Mo Júbà"

2015 -  Exposição"Odara Pupó - A Beleza é Negra"

2016 - Exposição "Cores e Flores para Tita" homenagem às pessoas trans e travestis e o lançamento do documentário homônimo

2018 - "GuerreirXs" em homenagem aos homens trans

 


 

 

Exposições Internacionais

2014 - Exposição em Montevidéo no Uruguai

"La Mar"

2015/2016 - Exposição em Colonia no Uruguai 

"O Renascer na Casa de Exu"

2019 - Exposição em Roma na Itália:

"O Sagrado na Bahia"